Início Artigos Fogão O fogão e o forno se separaram, você sabia?

O fogão e o forno se separaram, você sabia?

295
0
(Cooktop elétrico, imagem: loja feirão dos móveis)

Acostumados a comprar fogões tradicionais a gás para nossa cozinha, um fenômeno curioso começa a acontecer no mercado: fogão e forno estão sendo vendidos separadamente.

Por questões estéticas, práticas e até ergonômicas, posicionar simetricamente o fogão e forno, mais ou menos na mesma altura, é uma mudança que aconteceu de maneira muito natural, não só por respeitar a saúde da coluna do seu usuário, como também por proporcionar uma maior segurança a eventuais crianças ou animais que possam interagir com esses objetos.

Mas e agora, se antes já era difícil escolher entre uma infinidade de modelos de fogões tradicionais, imagina escolher entre as mil possibilidades de fogão e forno, separadamente? Bom, é aqui que entramos para te auxiliar. Elétrico ou a gás? De bancada ou de embutir? Essas são algumas das perguntas que você terá que responder. Conheça agora as particularidades dos modelos de fogão e forno existentes e escolha a que melhor se adequa ao seu projeto e à sua necessidade:

Fogão/Cooktop

A parte de cima do fogão, que possui bocas, quando vendidas isoladamente, são chamadas de cooktops. As diferenças entre os seus muitos tipos se resumem basicamente ao seu design, funcionamento, e a algumas funções mais avançadas. O cooktop a gás não tem segredo, uma vez que muito se assemelha ao modelo que já utilizamos, com a diferença de que não possui o forno elétrico, por isso vamos apresentar aqui os cooktop elétrico e o por indução.

Nos pontos convergentes, o que se pode dizer sobre eles é que ambos funcionam ligados à tomada, não usam gás e não geram chama, conheça agora a suas diferenças:

Elétrico

O cooktop elétrico, como o próprio nome diz, funciona a partir da eletricidade, através de uma resistência. Suas principais características, que são também as suas principais vantagens, é que são fáceis de limpar, esquentam rapidamente e alcançam uma temperatura bastante elevada. Ele possui botões que dão ao usuário completa precisão no controle da temperatura.

Claro, ele consome mais eletricidade do que um cooktop a gás, porém ganha no menor tempo de preparo.

Por possuir uma superfície totalmente plana, para não danificá-lo, devem ser utilizadas panelas com fundo reto.

Atenção! Por não possuir chamas, é impossível dizer visivelmente se o fogão se está quente ou não após desliga-lo, para evitar acidentes, é importante esperar o seu tempo de resfriamento antes de deixar o local.

Indução

Um cooktop por indução, é, de certa forma, um cooktop elétrico, uma vez que também usa eletricidade e dispensa gás. A grande diferença fica por conta do funcionamento, que é por indução eletromagnética, razão por que recebe esse nome.

O modelo cria um campo eletromagnético entre a parte interna e inferior da panela, isso quer dizer que um cooktop por indução só esquenta se a panela adequada estiver em contato com a zona de cocção e que assim que é desligado, ele esfria praticamente de imediato, e automaticamente, o que é a sua principal vantagem.

Assim como o modelo elétrico, este também oferece alto controle de temperatura, porém, apresenta os valores mais altos do mercado.

Quanto ao formato das panelas, além de planas, devem ser magnéticas, com fundo de aço, multicamada ou ferro fundido.

Um detalhe importante que deve ser levado em consideração é que apesar dos cooktops elétricos e por indução diminuírem o gasto com o gás, eles aumentam o consumo de energia elétrica. Ou seja, você troca de fonte de alimentação, mas, no final das contas, é provável que continue gastando quase o mesmo valor ou até um pouco mais.

É importante desde o início definir quais são as prioridades do seu projeto. Se você tem filho pequenos e puder comprar um fogão por indução, a segurança da família estará mais garantida. Se você gosta de cozinhar, a precisão do modelo por indução também é uma grande vantagem. Mas se você cozinha pouco ou quer ter facilidade para mudar de casa ou apartamento, o velho fogão a gás pode ser ainda a melhor opção.

Em qualquer um dos casos é muito importante que os móveis do ambiente estejam bem posicionados e próximos de materiais resistentes ao calor. De preferência, verifique o manual do produto e faça a instalação com um profissional.

Forno

Chegamos na finalização do projeto da sua cozinha. Você escolheu um modelo de cooktop elétrico ou de indução e agora terá de investir também em um forno a parte. Uma grande dúvida que você tem é se escolherá o forno de bancada ou o embutir. Ainda, você precisa decidir entre o forno elétrico ou o forno a gás. Pois bem, chega de dúvidas: conheça a agora as particularidades de cada um deles!

Forno de Bancada

Também conhecido como forno de mesa, esse modelo pode ser usado em cima de um armário ou de uma bancada, como fazemos com micro-ondas.

Sua maior vantagem está na mobilidade, rápida performance e menor custo em comparação aos outros modelos. Além disso, uma vez que não é necessária a sua instalação, também não há custos com móveis planejados para o seu acoplamento.

Forno de Embutir

O forno de embutir, como o nome mesmo diz, deve ser instalado em um armário, bancada ou móvel com planejamento prévio para recebê-lo. Como cada forno de embutir tem medidas específicas, que devem ser levadas em conta na produção do móvel, o aparelho precisa ser escolhido antes mesmo da compra dos armários.

Com um design mais moderno e sofisticado, este modelo é indicado para cozinhas integradas ou americanas, com uma ilha que pode abrigar o cooktop e o forno.

Além de ter um design moderno, esse modelo de forno possui um nível de tecnologia mais avançada, com recursos como controle de tempo e de temperatura mais precisos o que dá mais segurança durante o preparo dos alimentos.

Uma outra vantagem é que eles podem ser instalados suspensos na cozinha, o que facilita a limpeza do ambiente.

Em relação ao desempenho, não há diferença entre os fornos de embutir e de bancada. Onde eles divergem, é no tamanho (os fornos de embutir são bem maiores) e na necessidade ou não de planejamento. Agora vamos aos fornos a gás e elétrico:

Forno a Gás

Esse é o modelo tradicional de forno, aquele que geralmente vem acoplado ao fogão. Entre suas principais características, estão o tamanho, que costuma ser maior do que um modelo elétrico, e o menor consumo de energia elétrica.

Sua desvantagem, porém, é o tempo e consumo de gás que demanda para o seu pré-aquecimento e a sua menor precisão – em comparação ao modelo elétrico – na hora de definir a temperatura.

Forno elétrico

O modelo de forno elétrico, assim como o cooktop elétrico, também funciona a partir da eletricidade e através de uma resistência. Suas principais vantagens também se assemelham as do cooktop: eles são fáceis de limpar, alcançam uma temperatura bastante elevada e possuem botões que dão ao usuário completa precisão no controle da temperatura, além da utilização do timer, que permite a estipulação de tempo para o preparo do alimento. Porém, diferente dos cooktops, eles demoram um pouco para atingir a temperatura desejada.

Em termos de tamanho, comparado ao forno a gás, ele é bem mais compacto, o que faz dele ideal para famílias com cozinhas pequenas que estejam dispostas a investir um pouco mais pela modernidade e praticidade.

Caso escolha esse modelo, fique apenas atento ao consumo de energia elétrica e tenha em vista que ele demora cerca de 20 minutos para pré-aquecer e demora mais que os outros modelos para o calor se dissipar, o que exige um maior cuidado no manuseio.

Seguindo todas essas dicas, acredito que você já até saiba qual é o forno mais indicado para o seu projeto. Porém, se restarem dúvidas, entre em contato conosco pelo telefone ou procure um de nossos atendentes em nossas lojas físicas.

Veja alguns modelos que oferecemos, clique na imagem para ampliar:

 

DEIXE UMA RESPOSTA CADASTRANDO-SE PELO SISTEMA DO BLOG OU ROLE MAIS PARA BAIXO E COMENTE PELO FACEBOOK

Por favor, digite seu comentário.
Por favor, entre com seu nome aqui.